terça-feira, dezembro 11, 2007

Curiosidades, de um palerma que paga impostos para subsidiarem filmes da treta...

O mais premiado cineasta português de todos os tempos, Manoel de Oliveira, que hoje completa 99 anos, disse à agência Lusa que está determinado a realizar todos os filmes que ainda tem em projecto.

Nesta mesma entrevista, Manoel de Olveira solta uma pérola: "Não olho para os filmes que fiz"

Ora, parece-me que o Tio e o Rodrigo estão a defender o indefensável. O próprio cineasta admite que não vê o que cria, provavelmente tem vergonha! Que defendam que gostam da obra do homem,que é um velhinho simpático e que é um grande Senhor ainda aceito. Agora, concordarem com a subsídio-dependência de Manoel de Oliveira já não me parece correcto!

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger Rodrigo Lobo d'Ávila said...

Eu nunca disse que concordo com o facto de Manuel de Oliveira receber subsídio. Pelo contrário não, concordo. Disse sim que ele é um grande nome do cinema português, e que sobreviveria sem esses mesmos subsídio. Vocês estão a ser redutores. O facto de serem subsidiados pelo estado não faz dele um mau cineasta. O financiamento não faz o génio criativo.

11 dezembro, 2007 21:27  
Blogger André Barbosa said...

A questão é mesmo essa, QUE GÉNIO É ESSE? ONDE ESTÁ ESSE TAL GÉNIO? O grave é que além de fazer filmes para intelectuais de café, o Estado ainda os paga!

12 dezembro, 2007 00:39  
Blogger tiagofreitas said...

intlectuais de café? que personagens são essas? se foram pessoas intlectualmente avançadas e que gostem de manoel de oliveira...

12 dezembro, 2007 01:06  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home