terça-feira, junho 12, 2007

Os meus ícones .... 0.8


Hoje trago um ícone da cidade de Lisboa, um ícone das estações de caminhos de ferros, provavelmente das melhores que existem mundialmente...A ESTAÇÃO DO ORIENTE, de SANTIAGO CALATRAVA, concilia um desenho experimentalista à volta dos ossos dos animais com uns interiores de rara beleza onde o betão o azulejo e o ferro são conjugados de uma maneira genial...É pena é o terminal de embarque onde as estruturas em forma de palmeira gigante em ferro e vidro não protegem do vento nem da chuva...mas o efeito e a imagem é marcante no território do parque expo...

2 Comments:

Blogger João Carlos Machado said...

Como o referido blogger Tiago Freitas (tio) salienta esta obra não cumpre a sua função principal. Por isso não concordo quando se afirma que é uma obra genial. Deverá a estética sujeitar-se à funcionalidade? A estética só tem valor quando aliada à função. Senão tudo o que Corbusier defendeu cairia por terra.

13 junho, 2007 17:23  
Blogger tiagofreitas said...

A estética muitas vezes em minha opinião e de várias pessoas pode ser superior à funcão...a estética é que torna as obras impares e ícónicas e não a função...como a forma já não segue a função quem sabe se algum dia essa estrutura já não servirá para outra função...

13 junho, 2007 19:28  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home