quarta-feira, julho 18, 2007

Juventude Popular apela à continuidade de Telmo Correia como líder parlamentar.

A Juventude Popular (JP) enviou hoje uma carta ao líder parlamentar do CDS-PP, Telmo Correia, apelando a que reconsidere a sua demissão da presidência do grupo democrata-cristão.
No entanto, deputados do CDS-PP contactados pela Lusa adiantaram que a decisão de Telmo Correia poderá ser irreversível, numa matéria que será discutida quinta-feira de manhã em reunião da bancada.
Em declarações à Lusa, o líder da JP, Pedro Moutinho, explicou o conteúdo da carta que enviou hoje a Telmo Correia.
"Escrevi-lhe a pedir que reconsidere a sua demissão. Há uma diferença clara entre o facto de os resultados de Lisboa não terem sido bons e o seu desempenho como líder parlamentar", defendeu Pedro Moutinho.
O presidente da Juventude Popular considerou que Telmo Correia "é um deputado extraordinário" e a sua continuidade à frente da bancada "não pode ser posta em causa" pelos resultados das eleições intercalares para a Câmara Municipal de Lisboa.
"Há uma geração que se habituou a vê-lo ser um dos mais ferozes combatentes no Parlamento", acrescentou.
Nas eleições intercalares de domingo, o CDS-PP perdeu o único vereador que tinha na Câmara Municipal de Lisboa, e obteve apenas 3,7 por cento dos votos.
Na sequência dos maus resultados nas eleições intercalares para a Câmara de Lisboa, o cabeça-de-lista Telmo Correia anunciou a demissão de todos os cargos no CDS-PP: vice-presidência do partido e liderança do grupo parlamentar.
SMA.
© 2007 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home