quarta-feira, novembro 28, 2007

Chavez está com medo...


O regime bolivariano está á beira do colapso. A aprovação na passada sexta de uma nova constituição num quartel militar, sem a presença da oposição gerou uma enorme onda de motins e protestos na Bolívia. Entretanto 5 dos 9 estados dizem que não aplicarão a constituição e o pacto social inerente, e ameaçam mesmo declarar a secessão. E que é que o moralista Chavez faz? Ameaça intervir militarmente para defender o regime do seu "vassalo" (dando assim credito á acusação de imperialismo feita por Uribe). Porquê? Para responder esta pergunta temos que olhar para esta questão duma maneira mais profunda: neste momento o povo bolivariano podem muito bem a dar um passo histórico. Como assim pergunta o leitor? Porque neste momento a sociedade bolivariana está a rejeitar o caudilhismo populista (que vigora nos países da América do sul desde o século XIX) e a exigir um regime mais democrático (como já acontece no Chile, no Brasil no México etc). Aí está a razão da ameaça de Chavez. O caudilho sabe que uma Bolívia democrática pode gerar um efeito dominó que levará á queda do resto do triunvirato ditatorial (ele próprio e Ortega). Chavez sente-se acossado; Chavez está com medo...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home