terça-feira, dezembro 04, 2007

Ainda a Venezuela


O que os Venezuelanos não quiseram? Numa primeira análise, não aprovaram o alargamento do mandato presidencial de seis para sete anos e a hipótese de recandidaturas sucessivas. Assim como rejeitaram a nacionalização do Banco da Venezuela e a possibilidade do chefe de Estado censurar os media em caso de emergência. Resumidamente, demonstraram que não confiam nas Politicas a que o Ex-pára-quedista (Chavez) chama de "Socialismo do Séc. XXI".
Numa segunda analise, os Venezuelanos aproveitaram para dar um cartão vermelho ao regime autoritário de Chavez. Relativamente a este ponto, considero que a afirmação – Por qué no te callas? - do Rei Juan Carlos teve uma importância fundamental para o resultado deste referendo, ainda que inadvertidamente. A verdade é que lançou o mote para as já várias contestações que Chavez tem sofrido. Será o "principio do fim" de Chaves, como sugere Edwin Sánchez?

Cá estaremos para ver os próximos passos do "amiguinho" de Fidel Castro!

1 Comments:

Blogger Rodrigo Lobo d'Ávila said...

Concordo! A afirmação do Rei de Espanha teve como efeito a desautorização de Chavez, o que leva a que o homem esteja a correr cada vez mais depressa para o abismo. Quanto a isto ser o principio do fim de chavez, não concordo dado que nós temos um cantinho guardado aqui no ponei, como palhaço de serviço.

P.S.: Quanto a esse Sr. Edwin Sánchez ; n sei quem seja esse senhor nem o k disse mas acho k Ávila já anda a dizer á uns tempos k o chavez está prestes a ir com o C*****O...

04 dezembro, 2007 12:59  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home