segunda-feira, março 26, 2007

GRAVE!!!

O que se passou ontem no concurso Os Grandes Portugueses da RTP1 foi grave. Vou estruturar este post em duas partes distintas, a primeira parte irá incidir no facto de o Prof. António Oliveira, uma personagem do grande século XX português, ganhar a notáveis personagens da nossa história, a segunda parte incidirá sobre o facto dos portugueses terem utilizado este concurso como uma forma de protesto.
Um povo e um país com 864 anos de história votou em Oliveira Salazar como o maior português da nossa História. No meu entender já é triste Salazar e Cunhal terem ficado à frente de nomes da nossa História que não figuravam na lista dos finalistas. Esses nomes são de homens como Nuno Álvares Pereira, Fontes Pereira de Mello, Egas Moniz, D. Pedro (o liberal), D. Dinis, D. João IV, D. Carlos, Eça de Queiroz, Afonso de Albuquerque, Padre António Vieira, Almada Negreiros, Vieira da Silva etc, etc, etc. A lista é interminável. O que também me desilude muito é o facto de na lista dos 100 mais estarem nomes como Luís Figo, Herman José, Otelo Saraiva de Carvalho, António Variações, Jorge Sampaio, Ricardo Araújo Pereira, José Sócrates, Carlos Lopes, Cristiano Ronaldo, Vítor Baia, Pinto da Costa, Vasco Gonçalves, Rosa Mota, Catarina Eufémia, Maria de Lurdes Pintassilgo, Cavaco Silva, Zeca Afonso, José Mourinho e Eusébio.
Agora, o que não entendo mesmo é a razão pela qual Cunhal e Salazar ganham a personagens por exemplo D. João II e D. Henrique. Homens que estavam muitos anos à frente na sua época, impulsionadores da Globalização. Não entendo como Cunhal e Salazar ficam à frente de Homens como D. Afonso Henriques ou Vasco da Gama. Homens que através da sua coragem fizeram os maiores feitos da nossa história. Não entendo como Cunhal e Salazar ficam à frente de Marquês de Pombal, um homem que foi um dos maiores estadistas que Portugal já teve.
Uma coisa eu entendo, o facto de Salazar ter ficado à frente de Cunhal. Isto deve-se às pessoas estarem fartas da tradicional lenga lenga do 25 barra 4 de 74. As pessoas estão fartas da inexistência de ordem neste país, as pessoas estão fartas da inexistência de valores neste país e fundamentalmente as pessoas 30 anos depois daquele fatídico período denominado de PREC reparam que não é este o caminho. As pessoas querem trabalhar, as pessoas não querem um Estado CHUPISTA, etc, etc, etc. A lista também é interminável.
Como conclusão: foi um voto de protesto. As pessoas estão tão cansadas disto tudo que abdicaram de votar num dos Grandes Portugueses para votar em Salazar.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home