segunda-feira, março 26, 2007

Grandes Portugueses...

Pois é, ganhou Salazar. Confesso que não foi o meu voto, mas parece que caiu o Carmo e a Trindade por este ter ganho. Ora, este concurso – e não passa disso mesmo, a vitória de Salazar de oficial nada tem – foi importante. Primeiro, porque despertou o interesse dos Portugueses na nossa História. Segundo, porque demonstrou a memória curta dos Portugueses; Em terceiro lugar, porque demonstra que o ensino em Portugal – ao nível da Historia – deixa muito a desejar; Em quarto lugar, porque os Portugueses adoram "guerrinhas" e "conflitos", evidentemente refiro-me a Salazar Vs. Cunhal. Em quinto lugar, porque quem convidou Odete Santos para defender Cunhal, ou procurou transformar o programa num circo, ou simplesmente é parvo!Este era o desfecho esperado, a vitória de António de Oliveira Salazar. Nas últimas semanas, a duvida consistia: Salazar ou Cunhal? Entre estes 2, prefiro que ganhe Salazar. Ao menos este, alcançou os seus objectivos. Ao menos este teve sucesso. Bem ou mal, este foi Governante. Ao menos este é uma figura conhecida internacionalmente. Sublinho – novamente – que este não foi o meu voto. Salazar não passou de um provinciano com tiques de poder. Agora, sobre Cunhal. A meu ver, este comunista não passa de um grande Bluff. “Ah era tão modesto", "Ah, morreu como viveu – Pobre", "Ah, fez muito por Portugal" são as frases mais ouvidas por quem o defende. RIDICULO!!! Cunhal é um falhado. Nunca chegou a lado nenhum, limitava-se a escrever meia dúzia de "balelas" – a maior parte delas, plagiadas de livros russos – em forma de moção. Sinceramente, entre Cunhal e Mourinho votava no segundo. E explico: Mourinho sempre eleva o País. Mourinho é um vencedor. Mourinho tem sucesso. Uso Mourinho unicamente como exemplo, porque a meu ver, este nem sequer deveria figurar na lista dos 100, tal como Álvaro Cunhal. Cunhal não passa de um falhado que nunca alcançou os seus objectivo – FELIZMENTE, e para bem dos Portugueses.Sobre o programa: Odete Santos irrita-me. Até a falta de postura da Senhora me deixa enjoado. Do levantar a camisa para “coçar” a barriga, passando pela falta de educação gritante, e uma defesa do seu herói, totalmente despropositada, desta Senhora vimos de tudo. Paulo Portas e Gonçalo Cadilhe como sempre, Muito Bem. E um resultado inesperado: Aristides de Sousa Mendes, num honroso 3º lugar. Para além da notória guerra entre Salazar e Cunhal que provocou um exagerado número de votos, concordo com o João quando conclui: Como conclusão: foi um voto de protesto. As pessoas estão tão cansadas disto tudo que abdicaram de votar num dos Grandes Portugueses para votar em Salazar.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home