sexta-feira, janeiro 11, 2008

Jamais


Com que então... " consultei as mais altas sumidades na matéria que me disseram, um aeroporto na margem sul JAMAIS"... não há comentários. Não vou entrar aqui em rodeios se Lisboa precisa ou não de um novo aeroporto... Posso é criticar a lógica despesista do Estado e o desrespeito que o Governo tem pelos impostos dos Portugueses. É certo que este aeroporto é mais barato e é uma melhor solução do que a OTA, mas o Estado não quer gastar menos dinheiro... O 1º estudo da CIP propunha acessibilidades muito mais baratas do que as que o LNEC propôs agora... Claro que o governo opta pelas mais dispendiosas para o erário público. Será que uma 3ª ponte sobre o Tejo é precisa? o TGV não pode ir por outro lado? Aliás o TGV tem de ter 2 paragens num espaço de 10 minutos? Aeroporto e gare do Oriente? No meu entender é completamente ridículo... uma ligação de velocidade alta chegava perfeitamente... Este aeroporto não fica a 100km da cidade, nem Lisboa tem o trânsito de NYC. Falando em NYC, ou em Paris, Londres e Berlim... acho que nenhuma destas grandes cidades entrou numa estupidez destas...

Etiquetas: , , , , ,

11 Comments:

Blogger tiagofreitas said...

este aeroporto era sem duvida necessario...além do mais vai fomentar a construção civil em torno de alcochete...não sejamos tacanhos...

11 janeiro, 2008 20:19  
Blogger João Ribeirinho Soares said...

Tiago,
Se leres o meu post com atenção perceberás que não estou a criticar a construção do aeroporto mas sim das acessibilidades em torno dele...

12 janeiro, 2008 01:46  
Blogger André Barbosa said...

Portela era mais que suficiente! Não me parece que um novo aeroporto fosse necessário. Mais, o facto de sair de Lisboa vai prejudicar e muito o turismo.

12 janeiro, 2008 02:31  
Blogger João Ribeirinho Soares said...

não me acredito que isso se reflicta no turismo...

12 janeiro, 2008 09:40  
Blogger André Barbosa said...

Foi feito um estudo por uma consultora em que perguntava aos turistas qualquer coisa do género:"Se o aeroporto não fosse em Lisboa, vinha cá?" - 34% dos inquiridos respondeu que não! Obviamente quem vem em negócios terá que vir na mesma. Agora quem vem de férias - principalmente com as low cost, em que é muito mais fácil viajar- poderá pensar 2x.

12 janeiro, 2008 15:02  
Blogger BSC said...

André, por acaso eu discordo totalmente dessa análise e penso absolutamente o oposto. A grande mais valia de Lisboa enquanto business capital era um "business man" sair da Portela e em 10 minutos estar na Fil ou no centro de reuniões de um qualquer Hotel. Isto é tempo e, como todos sabemos, tempo é dinheiro. Esta era a vantagem competitiva de Lisboa face, por ex, a Madrid onde, da Feira de Congressos ao Aeroporto demoramos mais de 40 minutos!!!

Em lazer eu não preciso de ter o mesmo tipo de pensamento... qtos de nós optam por ir a Londres via Gatwick ou Stansted (mto mais longes da cidade que Heathrow) pq é mais barato??? Nas viagens de lazer, ao contrário dos negócios, o factor tempo perde importância relativa face ao factor custo.

Na minha opinião o ideal seria manter a Portela para voos privados e voos europeus de companhias de bandeira (por ex.) e deixar o novo aeroporto para os voos de longo curso, as low cost, os charters, etc...

12 janeiro, 2008 15:36  
Blogger João Ribeirinho Soares said...

Não podia estar mais de acordo contigo Beatriz. Quem vem em turismo tem tempo... Agora caso se encerre a Portela... aí a vantagem competitiva de Lisboa, do ponto de vista que tu referiste, perde-se completamente... Os voos serão todos direccionados para Alcochete ...
Mesmo pensando isto, continuo a achar que por o TGV a passar no novo aeroporto e a parar em Lisboa na estação do Oriente é uma perfeita duma teimosia e um completo desrespeito pelo nosso dinheiro.

12 janeiro, 2008 16:30  
Blogger BSC said...

Penso eu k Portugal não tem dimensão para ter um TGV com mais do k uma paragem tuga... é k nem Lisboa-Porto! O TGV de ALCOCHETE deve ir direitinho pra Madrid uma vez k a ligação à Europa é o que interessa em termos ferroviários... e mm assim eu tenho mtas duvidas relativamente à necessidade do TGV...

12 janeiro, 2008 17:45  
Blogger João Ribeirinho Soares said...

Beatriz,
Se nós tivessemos uma eficiente rede ferroviária de velocidade alta (diferente de alta vel.) não haveria nenhuma necessidade de um TGV. Era céptico quanto à privatização da CP por achar que ng a queria comprar... Mas agora...
PRIVATIZAR JÁ! REFER, CP, CP-CARGA...
se fosse privado acredita que não estavamos aqui a discutir a necessidade do TGV...

12 janeiro, 2008 17:51  
Blogger BSC said...

Concordo! Se fosse privado teria que ser gerido de acordo com critérios de eficiência e de rentabilidade e não de acordo com os "moods" do MOPTC e PM...

E, assim sendo, não teríamos TGV (como a maioria da Europa não tem nas suas ligações internas) a ligar Alcochete a Lisboa (ainda me pergunto porque não AV na linha de Cascais...) mas uma ligação directa Lisboa-Madrid que, pelo pouco que entendo de transportes, me parece ser a única viável em termos de rentabilidade.

E não pensemos que alguém vem a Lisboa para dps apanhar um comboio para Madrid no aeroporto... isso é NON SENSE!

12 janeiro, 2008 18:54  
Blogger João Ribeirinho Soares said...

Completamente NON SENSE!! mesmo a ligação a Madrid não é prioritária... baixem mas é os impostos... Uma medida bem mais necessária para o nosso desenvolvimento que TGV's pelo País todo...

12 janeiro, 2008 20:06  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home